quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Criada a Frente Parlamentar do Petróleo e Gás

O deputado federal Beto Rosado (PP-RN) e a Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo (ABPIP) lançaram nesta quinta-feira (8), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista Pela Criação da Indústria de Petróleo e Gás no Brasil. O objetivo é defender a abertura da exploração dos poços maduros de petróleo e gás, hoje subaproveitados pela Petrobras, para o setor privado.
De acordo com Beto Rosado, presidente da frente, os campos maduros deixaram de ser interessantes para a companhia, pois produzem numa escala menor, se comparados à exploração do pré-sal. "O resultado é a desativação da maioria deles, prejudicando a economia dos estados em que estão presentes. Estima-se que o setor demitiu mais de 12 mil trabalhadores nos últimos anos somente no Rio Grande do Norte", explicou.
Durante o evento, prestigiado por parlamentares e empresários, o presidente da ABPIP, Marcelo Magalhães, destacou os benefícios dessa abertura. “Os 135 mil barris produzidos por dia em campo maduros poderiam dobrar num prazo de 3 a 5 anos caso fossem repassados para operadores privados, de forma distribuída. O mercado funciona muito melhor quando existe competição, o que acaba impactando positivamente toda a economia”.
Também participaram do lançamento o gerente de projetos do Ministério de Minas e Energia, Lauro Donizetti, e o presidente da Comissão de Minas e Energia da Câmara, deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG). Do Rio Grande do Norte, estiveram presentes o coordenador da bancada, deputado Felipe Maia (DEM), Antônio Jácome (PMN) e Walter Alves (PMDB).
No Congresso Nacional, a Frente Parlamentar Mista Pela Criação da Indústria de Petróleo e Gás no Brasil tem a participação de 200 deputados e 10 senadores.
Fotos (Vanessa d'Oliviêr) e texto encaminhados pela Assessoria do deputado Beto Rosado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários críticos sem identificação não serão aceitos.